quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

Viajando #6: Ville de Québec

Hoje resolvi contar um pouquinho sobre minhas aventuras em Ville de Québec. Bom, pra quem ainda não entendeu sabe, Ville de Québec é uma cidade, capital da província de Québec, a única província francófona do Canadá. Ela é a sétima cidade canadenses em população (cerca de 670 mil habitantes), a única cidade murada da América Anglo-Saxônica e uma das mais bonitas e charmosas do Canadá.

Quando resolvemos visitar Québec o plano era passar um dia lá e no outro ir até Tadoussac para ver as baleias. Bom, esse era o plano. Chegando lá fomos dar uma volta e conhecer a cidade baixa, batemos perna pela velha Québec e na hora do almoço eis que surge a estória de Tadoussac. Uma pessoa queria ir, as outras estavam na coluna do meio e a outra metade da mesa nem se quer havia cogitado essa hipótese. A discussão rolou solta. Em português, em espanhol e em inglês - menos em francês (afinal, por que raios sete estudantes de francês vão querer falar francês fora da escola?). E não é que a mesa do lado (de brasileiras) resolveu se meter na nossa conversa, e cinco minutos depois a mesa de trás (de um pessoal de algum lugar da América Central) também resolveu dar seus pitacos e de repente o salão do pequeno restaurante de Vieux-Québec estava dominado. Um falatório sem fim regado à vinho e muitas risadas e uma cara triste no final: Tadoussac havia perdido a batalha. Tirando a dona da idéia ninguém mais estava a fim de encarar nove horas de estrada e um frio congelante dentro de um barco na possibilidade de ver baleias. É people, vai que elas não aparecem. Vai fazer o que em Tadoussac? O lugar tem 850 habitantes. Isso mesmo: 850.

Mas como Québec não é Tadoussac a gente obviamente arrumou coisa melhor pra fazer. (não desmerecendo as baleias, mas será que elas não aparecem também no verão? Vou pesquisar). Continuamos andando pela cidade, conhecemos o Château Frontenac e suas redondezas, pulamos de albergue em albergue até chegarmos a um consenso, voltamos para o carro, vimos uma multa no pára-brisa, fizemos vaquinha pra pagar a multa, amaldiçoamos o fato de ninguém entender as placas de estacionamento no Canadá, e pra não perder viagem fomos à caça de um bar aberto as 10 da noite de um domingo. A tarefa não foi das mais fáceis, mas conseguimos. Sabe aquela música "Festa estranha com gente esquisita, eu não to legal, eu não aguento mais birita"? Foi mais ou menos isso. O que eu posso dizer é que eu ri e dancei muito.

Infelizmente fui embora de lá só conhecendo a parte turística. Até que tentei ir na parte mais moderna e cotidiana da cidade, mas fazer sete pessoas de espírito completamente diferentes chegarem a um acordo é muito complicado. Tudo o que posso dizer é que o que eu vi de Québec eu gostei. Um lugar lindo, bem cuidado, com um ar europeu, super charmoso, com jardins lindos demais, arquitetura belíssima, tranquilo e pacífico. Com certeza uma cidade linda para se visitar e ótima para morar (apesar de eu preferir um lugar mais agitado).

Ah, já tava esquecendo: na volta pra Montréal a gente parou em Montmorency e ao invés de chegar até o topo de cachoeira de bondinho, a tonta aqui resolveu encarar o desafio e ir de escada. Resultado: um pinto inteiro molhado no outono de 5 graus québequense.
Agora chega das minhas baboseiras e vamos logo ao que interessa: fotinhos!!!

Château Frontenac

Vieux-Québec

Parc des Champs-de-Bataille

Vista do Château desde o Parc des Champs-de-Bataille

Cidade baixa


Chute-Montmorency e o teleférico que eu não peguei

Vista da ponte em cima da cachoeira. Vai um mergulho ai?

Bisous!

3 comentários:

  1. Excelente post! me deu mais vontade ainda de conhecer Ville de Quebec.
    Adorei as fotos tbm!
    abraços
    Monique

    ResponderExcluir
  2. Ahhh, eu morro de vontade de conhecer as baleias e com certeza teria ficado no time a favor delas!

    Quando visitamos a chute montmorrency, ela ainda estava semi-congelada e dava pra andar em um pedaço, mas com grandes rachaduras dava medo de tudo desmoronar a qualquer minuto! Queria conhecer ela também no verão! :-)

    ResponderExcluir